A Empresa Tecnologia

O Complexo Industrial Químico-Têxtil PQS optou pelo uso de tecnologias de vanguarda para todas as unidades das empresas que o compõem.
Foto

Essa decisão estratégica visa otimizar a produtividade, minimizar a utilização de recursos naturais e o risco de acidentes, além de elevar a confiabilidade para todas as partes interessadas e públicos de interesse com relação à qualidade de seus processos de produção e produtos finais.

Em sua unidade de PTA, a PQS adotou a tecnologia da Invista Performance Technologies, que atualmente é a preferida pela maioria dos fabricantes mundiais. Das últimas dez plantas construídas, oito possuem tecnologia Invista.

A produção de polímeros e filamentos têxteis contará com a tecnologia Lurgi e TMT, duas companhias reconhecidas mundialmente pela fabricação desses produtos.

Já a unidade de resina PET terá a tecnologia suíça Bühler, detentora de 75% do mercado mundial de tecnologia SSP (policondensação em estado sólido), além da tecnologia Lurgi.

A aquisição da mesma tecnologia para a produção de polímeros têxteis e de embalagens acarretará uma economia significativa na fase de projeto, operação e manutenção das plantas.